Hitler Ganhou a Guerra – Walter Graziano

Quem pensa que muitos dos enormes problemas do mundo começariam a ser solucionados a partir da troca de presidente nos Estados Unidos está gravemente equivocado. O atual presidente não é outra coisa senão “a ponta de um iceberg” de uma complicada estrutura de poder urdida cuidadosamente durante muito tempo por uma reduzida elite de clãs familiares, muito ricos, que estão por trás da exploração do petróleo, dos bancos, da indústria farmacêutica, da indústria bélica, das universidades e dos meios de comunicação mais importantes do mundo, entre outros setores. Trata-se, nada menos, daqueles que antes e durante a Segunda Guerra Mundial financiaram Hitler para que tomasse o poder e se armasse, provendo o Terceiro Reich com materiais básicos, fomentaram o ideário racista do Führer e enriqueceram a máquina nazista na Alemanha. Neste livro instigante, o leitor poderá inteirar-se de como esta poderosa elite, em cujo núcleo se escondem antigas sociedades secretas, controla há muitos anos os presidentes dos Estados Unidos como marionetes e corrompe até os alicerces dos partidos Republicano e Democrático. Também verá como manipula as democracias no mundo, utiliza as principais universidades norte-americanas e seus intelectuais, proporcionando a ilusão de progresso científico, mediante um ideologismo falso, e manipula os meios de comunicação para que as massas e as classes médias não se deem conta do que realmente ocorre. Sob esta nova luz, inclusive os atentados de 11 de setembro de 2001 adquirem uma leitura diferente. Provocante, revelador e solidamente fundamentado, Hitler Ganhou a Guerra levará seus leitores a descobrirem as conexões entre fatos do passado e do presente até então impensadas.

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

A Lista de Schindler – Thomas Keneally

Durante a Segunda Guerra Mundial, enquanto o regime nazista enviava milhares de prisioneiros aos fornos de Auschwitz, o industrial alemão Oskar Schindler abrigava centenas de judeus em sua fábrica, de onde ele finalmente os transferia em segurança para a Tchecoslováquia. Um lugar na lista de Schindler significava a única chance de sobrevivência para um prisioneiro judeu. Oskar Schindler, o herói do Holocausto, é retratado de modo inédito e comovente pelo romancista Thomas Keneally, que passou dois anos entrevistando sobreviventes beneficiados por Schindler em sete países – Austrália, Israel, Alemanha Ocidental, Áustria, EUA, Argentina e Brasil. Escrito com paixão, mas também com absoluta fidelidade aos fatos, o autor realizou uma espantosa recriação de um episódio histórico, narrado com toda a ênfase de uma ficção.

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

Minha luta – Adolf Hitler

“Minha luta” é um livro que narra o início da trajetória de Hitler (contada por ele mesmo) ao galgar o poder na Alemanha. Vinda de uma 1ª Guerra Mundial arrasadora para seu povo e economia, Hitler se aproveita de um momento de reinstituição do poder para juntar poder para tentar um golpe de estado. Jogando todos os problemas do mundo sobre uma etnia (os judeus), tenta manipular a opinião do povo europeu com um misto de violência e afirmações pseudo-científicas, iniciando com uma afirmação aparentemente imparciais e assumindo-as gradualmente como verdades universais no decorrer do livro. Sua leitura vale a pena, para ter uma melhor noção de como funcionava uma das mentes mais brilhantes, embora doentia, da história da humanidade.

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

Band of Brothers – Companhia de Heróis – Stephen E. Ambrose

A Easy Company, 506° Regimento de Infantaria Para-Quedista do Exército Norte-Americano, foi uma das melhores companhias de fuzileiros do mundo. Band of Brothers é o relato sobre os homens dessa unidade que combateram, passaram fome, sofreram com o frio e morreram. Uma equipe que teve 150% de baixas e considerava a medalha Purple Heart um distintivo. Baseando-se em horas de entrevistas com sobreviventes, bem como nos diários e nas cartas dos soldados, Stephen Ambrose conta a história desse notável grupo, que sempre recebia as missões mais difíceis, sendo responsável por tudo, do salto de pára-quedas na França nas primeiras horas da manhã do Dia D à captura do Ninho da Águia, a fortaleza de Hitler em Berchtesgaden. De seu rigoroso treinamento na Geórgia, em 1942, ao Dia D e à vitória dos Aliados, Ambrose teceu uma narrativa primorosa, com riqueza de detalhes, sobre as características dos soldados de infantaria de elite, transcrevendo no decorrer da obra as próprias palavras e depoimentos dos combatentes, o que dá mais veracidade à trama. O livro de Stephen Ambrose também foi para as telas da TV, pela HBO, em 2001. A ideia de produzir a série surgiu após Tom Hanks e Steven Spielberg terem filmado O Resgate do Soldado Ryan (1998). Os dois tinham projetos para novas produções sobre a Segunda Guerra Mundial e decidiram trabalhar juntos novamente em Band of Brothers, minissérie em 10 capítulos. O resultado foi uma superprodução de US$ 120 milhões – a mais cara da história da TV. A minissérie foi a grande vencedora do Oscar da TV norte-americana, com nada menos que seis troféus, entre eles o de Melhor Direção (Tom Hanks foi um dos diretores). Além de ter sido a vencedora na categoria Minissérie, venceu ainda os prêmios de Melhor Edição de Imagem, Edição de Som, Mixagem de Som e Seleção de Elenco. Fora o Emmy, conquistou o Globo de Ouro e o prêmio do AFI (American Film Institute) como Minissérie do Ano.

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

Os Meninos do Brasil – Ira Levin

Este thriller envolvente mesclando personagens reais e imaginários concernentes a história dos nazistas refugiados na América do Sul, na década de 70. Gerou filme famoso para o cinema. Antecipou – como só os melhores escritores o conseguem – vários temas hoje em dia muito debatidos ou conhecidos – como o caso da clonagem humana e suas questões éticas intrínsecas, a existência de núcleos de ex-nazistas na América do Sul e principalmente e apavorantemente correto, a alusão a que Mengele estaria na América do Sul. O título do livro impressiona pelo fato de Mengele ter sido realmente exumado no Brasil na década de 80. Além do próprio Joseph Mengele (responsável por terríveis experiências biológicas com os prisioneiros de Auschwitz) o livro traz o caçador de nazistas Libermann (inspirado no famoso Simon Wiesenthal, implacável caçador de nazistas – responsável pela descoberta de inúmeros nazistas na Argentina e Paraguai, inclusive Rudolph Hess). As aventuras se passam no Brasil, Paraguai e Estados Unidos e Europa.

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

Auschwitz, O Testemunho de um Médico – Dr. Miklos Nyiszli

A premissa de Médico em Auschwitz é uma das mais mórbidas de toda literatura do século XX: um médico criminologista, judeu húngaro, trabalha forçadamente no campo de Auschwitz, sob o comando do próprio Dr. Josef Mengele. Infelizmente, é um livro de não-ficção.
A auto-biografia de Miklos Nyiszli, médico em Auschwitz, possuí descrições vivas dos acontecimentos no campo. Sob a ótica do meticuloso Dr. Nyiszli, nada escapa. Descreve vivamente a rotina de Sonderkommando (prisioneiro especial: tratado melhor que os outros, trabalhava diretamente nas câmaras de gás e era executado depois de dois ou três meses).
O livro de Nyiszli revelou ao mundo muito da crueldade dos campos, da natureza dos nazistas: Nyiszli pinta oficiais cruéis, mas ainda humanos – mesmo o Dr. Mengele, ocasionalmente, parece um ser humano.

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 370 outros seguidores