A Estrada – Jack London

estrada

Passageiro clandestino em trens de carga, vagabundo em busca de comida, príncipe dos piratas de ostras e contrabandista em uma penitenciária. Em A Estrada, Jack London narra as aventuras vividas em sua juventude, no final do século XIX, com o estilo seco, mordaz e contundente que influenciaria, anos mais tarde, John Dos Passos, Ernest Hemingway e os autores da Geração Beatnik.

Publicado originalmente em 1907, A Estrada retrata os Estados Unidos devastados pela crise de 1894, assolados pelo desemprego e habitados por hordas de famintos. Este período, conhecido como a primeira Grande Depressão, deixou um sexto dos trabalhadores norte-americanos sem ocupação. Uma marcha, organizada pelo “General Coxey”, reunia 2 mil famintos para cobrar medidas emergenciais do governo, em Washington. Foi quando Jack London misturou-se ao destino de outros hobos, como eram conhecidos os desocupados que vagavam pelas cidades, e tomou a Estrada para se somar ao exército dos miseráveis.

Viajou nas ferragens dos trens, passou fome, dormiu ao relento, foi humilhado, roubado, preso por vadiagem. Mas também enganou, usurpou e, quando se somou ao exército dos desafortunados, não hesitou em usar de artimanhas para sair em vantagem.

Autobiográfico, o livro descreve em nove contos os sete meses em que London caiu na Estrada em busca de liberdade, aventura e alguma oportunidade, experiências decisivas na formação do autor e de sua rejeição à moral burguesa e ao capitalismo. Evidencia seus conflitos acerca do individualismo, da vida selvagem e do engajamento por uma causa coletiva. Revelam a densidade de personagens do submundo que povoam sua obra, assim como sua paixão pelo inaudito. A Estrada inspirou, ainda, George Orwell em Na pior em Paris e em Londres.

 Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

Corações na Atlântida – Stephen King

coracoes atlantidaEste é um livro com um gênero de escrita muito diferente do que o autor nos habituou, sendo que os temas não são carregados de terror nem assustadores como é costume nos outros livros por ele publicados, não deixando por isso de ser um livro bastante interessante.

São várias histórias, várias épocas de vida, que se vão todas interligando entre si, sendo que a ação começa muito antes da guerra do Vietnam, na fase seguinte atravessa a época de guerra e, mais no final do livro, podemos encontrar os reflexos da guerra na vida de quem a viveu…

Livro muito interessante, que ninguém diria que foi escrito pelo grande mestre do terror…

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

Fugitiva – Ebony Clark

fugitiva

Lady Edwina Brighton não pode acreditar que seu pai a tenha prometido em casamento a homem que jamais viu.

Menos até, que seu pai tenha elegido para que seja seu futuro esposo a alguém famoso por suas riquezas, mas também por sua condição de libertino, de descarado e insolente.

Curvada por uma união que não deseja, mas resolvida a ser proprietária de seu próprio destino, Edwina decide fugir.

Entretanto, em meio da fuga, algo sai errado e termina a bordo do navio de uns contrabandistas, comandados pelo inescrupuloso capitão Bloody, homem ao que diz imediatamente desprezar e pelo que sente uma atração oculta.

Depois de muitas aventuras no mar, e de que aquela atração oculta se volte contra ela, Edwina retorna ao lar e aceita, para não alterar a frágil saúde de seu pai, conhecer seu antigo prometido, o conde de Surrey, que não se mostra ofendido pela fuga de Edwina e sim animado como se de fato fosse um desafio domina-la.

Ela se debaterá, então, entre a aventura e a atração que sente por Bloody, e um matrimônio que não escolheu, mas que começa a desejar.

Com uma prosa cuidadosa, Ebony Clark nos traz uma singular história de amor que nos demonstra que o destino é caprichoso com os sentimentos, mas que, por vezes, equivoca-se.

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

Almas – Margareth Brusarosco

Nessa temos a jovem fotógrafa Gisely e um bombeiro chamado Luidi, que numa noite entre amigos em um bar da cidade acabam alvejados por tiros, juntos vivem uma experiência quase morte e descobrem que existe muito mais coisas entre a vida e a morte do que se imagina. É uma linda história de amor entre duas almas predestinadas a ficarem juntas, tudo seria fácil se apenas as almas se encontrassem, mas quando essas almas recebem seus corpos, tornam aquela paixão num grande desastre, seus defeitos, ambições, medos e inseguranças ficam cada vez mais evidentes. Uma batalha se inicia, as energias positivas traçam caminhos para que eles se encontrem e vivam esse amor, enquanto as trevas e as energias negativas lutam para que eles nunca fiquem juntos. Coisas estranhas acontecem, demônios surgem e desaparecem quando menos se espera, suas almas são perseguidas e encurraladas enquanto lutam para sair do mundo dos mortos e quando saem… aí sim, as coisas realmente ficam estranhas. É uma história deliciosamente envolvente que de maneira simples nos faz perceber que nada acontece por acaso, basta ficarmos atentos aos sinais… eles sempre estão aí…

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

Budapeste – Chico Buarque de Holanda

Uma aventura que tem o anonimato e a paixão inesperada pelo desconhecido como base para um escritor de todos e de ninguém tornar-se um poeta único e somente seu.
Em Budapeste , Chico Buarque utiliza uma linguagem cotidiana e totalmente contemporânea, isenta de vaidades ou rebuscamentos para contar a história de um homem como outro qualquer, mas com alguns diferenciais: além de uma profissão não muito comum e isenta de qualquer pretensão ao sucesso – afinal tem o anonimato como lei – e dotado de uma curiosidade aguçada, ele conhece lugares, sensações, se vê no limiar da morte e do desespero e ao atingir a perfeição vocabular, da felicidade plena.
Um romance leve e que mostra o quão gratificante e mágico pode ser aventurar-se em um país totalmente desconhecido em espaço, língua e gente.

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

O Reverso da Medalha – Sidney Sheldon

Blackwell era milionária. E muito esperta. No mundo dos negócios, ninguém era capaz de passá-la para três, e foi assim que conseguiu manter a solidez do império financeiro que herdou do pai – uma fortuna construída sobre a exploração e o comércio de diamantes na África do Sul. Mas o poder e a riqueza não eram os únicos elementos que faziam parte da história da família: a tragédia também acompanhara a trajetória de quase todos os seus membros, como um legado de maldição. Neste livro, Sidney Sheldon constrói uma saga emocionante, marcada pelo mesmo estilo que já cativou milhões de leitores e m todo o mundo.

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

Eu Sou o Mensageiro – Markus Zusak

Do mesmo autor de ‘A Menina que Roubava Livros’, ‘Eu Sou o Mensageiro’ fala sobre um taxista chamado Ed Kennedy, de 19 anos, que recebe uma carta de baralho pelo correio com endereços escritos nela. A vida do Ed, até então, é uma porcaria. Mas ele acaba encontrando o seu jeito de fazer a diferença na vida de algumas pessoas, através dos endereços da carta.

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

Azincourt – Bernard Cornwell

Um grande romance histórico inspirado na batalha travada entre ingleses e franceses em 1415, quando o exército britânico, mesmo com menor número de soldados, faminto e exausto, realizou um feito considerado impossível. A vitória britânica sobre os franceses se tornou célebre em Henrique V, de Shakespeare. Bernard Cornwell revela o episódio do ponto de vista de nobres, camponeses, arqueiros e cavaleiros, as horas de luta implacável e o desespero de um exército mutilado pela doença. Mais importante escritor de romances históricos da atualidade, Bernard Cornwell é autor das trilogias As Crônicas de Arthur, Crônicas Saxônicas e As aventuras de Sharpe. Um dos maiores sucessos do autor, aclamado pela crítica na Inglaterra e nos Estados Unidos. Esteve em várias listas dos mais vendidos, inclusive a do New York Times.

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

O Advogado do Diabo – Morris West

Relato fascinante sobre sofrimento, falhas humanas, redenção e fé. O enredo se desenvolve durante a II Guerra Mundial na Calábria, Sul da Itália. O Vaticano designou monsenhor Blaise Meredith para uma das tarefas mais importantes de sua vida, ele deve ser o Advogado do Diabo (deve pesquisar tudo o que possa ser contra) no processo de beatificação de Giacomo Nerone. Monsenhor Meredith que descobre que tem um câncer e lhe resta pouco tempo de vida, vai para Calábria investigar a vida e a morte do mártir. A história se desenvolve enquanto ele entrevista a viúva de Nerone, Nina Saduzzi, um amigo dele, Dr. Aldo Myers, um judeu entre os católicos, uma condessa milionária, que era apaixonada por Nerone, e o hóspede da condessa, Nicholas Black, um pintor inglês. O personagem Nerone fica vivo através da narrativa dos eventos que levam à sua morte. A vida de Nerone na pequena cidade é revelada gradualmente. Ele era um oficial britânico que havia abandona seu posto depois de um acidente horrível onde tinha matado uma criança e seus pais. Com uma bala no ombro foge para encontrar o amor, a paz e Deus. A miséria humana, o medo do desconhecido e os mistérios da vida após a morte são tratados no decorrer da trama, e Meredith, temeroso de sua morte, descobre que nunca amara ninguém em sua vida, nem a si próprio e que é capaz do bem e do mal, apenas pela força daquilo que crê, ou julga crer. O Advogado do Diabo é um livro muito bom que flui muito bem e aborda temas profundos da natureza humana.

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

Mad Maria – Márcio Souza

O livro relata a construção da ferrovia Madeira-Mamoré, entre 1907 e 1912. Na época os investidores tinham o objetivo de construir uma estrada que pudesse competir com o Canal do Panamá. A ferrovia integraria uma região rica em látex na Bolívia com a Amazônia, mas no caminho, encontraria obstáculos descomunais: 19 cataratas, 227 milhas de pântanos e desfiladeiros, centenas de cobras e escorpiões, árvores gigantescas e milhões de mosquitos transmissores de malária. Antes de terminadas as obras, 3,6 mil homens estavam mortos, 30 mil hospitalizados e uma fortuna em dólares desperdiçada na selva. Ao escolher os episódios mais macabros e inacreditáveis dos registros históricos dos cinco anos da construção da ferrovia e concentrando-os em três meses de pesadelo, Márcio Souza força o leitor – neste momento já quase um personagem emaranhado na vegetação – a confrontar o inferno. ‘Mad Maria’ é um romance amargo e vingador, sarcástico, às vezes. Uma obra-prima da literatura brasileira. Márcio Souza nasceu em Manaus em 1946. Formado em Ciências Sociais pela USP, começou a vida profissional no cinema, como crítico, roteirista e diretor. Tem uma sólida carreira como dramaturgo, autor de peças como Ação entre amigos e Tem piranha no Pirarucu. Galvez Imperador do Acre marca a estréia literária em 1976. Sua carreira como escritor já conta com mais de vinte títulos, entre eles O fim do terceiro mundo, Lealdade, Desordem e Entre Móises e Macunaíma. Desde 1995 é presidente da Funarte. “A ironia amarga de Márcio Souza germina diretamente do coração das trevas.” The New York Tikmes Book Review “Epopéia às avessas, romance notável de um Márcio Souza crescentemente mestre de seu ofício e transbordante de talento, ‘Mad Maria’ é um faroeste à medida brasileira: sem ilusões, vigilante e pontiagudo como uma flecha na noite escura.” Folha de São Paulo

Clique na capa do livro ou na  imagem abaixo para o download

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 375 outros seguidores